Matemático de 89 anos afirma ter resolvido problema de US$ 1 milhão

Aos 89 anos, o britânico Michael Atiyah afirma que conseguiu resolver um problema matemático que já dura 160 anos. Chamado de “a hipótese de Riemann”, o problema foi proposto pela primeira vez em 1859 e, caso a resposta de Atiyah – que foi apresentada nesta semana durante um fórum na Alemanha – seja comprovada, ele terá direito a um prêmio de US$ 1 milhão.

A hipótese foi proposta pela primeira vez por Bernhard Riemann. Ela afirma que a distribuição de números primos, ao contrário do que defende a classificação, não é aleatória, mas pode seguir um padrão que é descrito por uma equação apelidada de “função zeta de Riemann”. Até agora, 10 bilhões de números primos foram verificados e todos condiziam com a teoria, mas não há nenhuma prova concreta de que ela está certa.

ClayMathematicsInstituteof Cambridge (CMI), é destinado a quem conseguir provar que a equação se aplica a todos os números primos existentes. Segundo o matemático de 89 anos, isso foi finalmente possível."O prêmio de US$ 1 milhão, oferecido pelo Clay MathematicsInstituteof Cambridge (CMI), é destinado a quem conseguir provar que a equação se aplica a todos os números primos existentes. Segundo o matemático de 89 anos, isso foi finalmente possível.

A proposta de Aityah será verificada por matemáticos e publicada em um periódico científico. Se ela for aprovada, o britânico terá acesso ao prêmio oferecido pelo CMI.

 

quinta-feira, 13 Junho, 2019